No subsolo do prédio do Instituto dos Arquitetos do Brasil, sede São Paulo - onde hoje funciona a Central Galeria - durante quase duas décadas existiu o Clube dos Artistas e Amigos da Arte, o famoso Clubinho. Reunindo nomes incontornáveis das artes visuais, da literatura, da arquitetura e da música brasileira, o CAAA foi, entre os anos 1945 e 1965, um dos principais vetores da efervescência da vida cultural da capital paulista no ápice de sua modernidade.   A partir de fontes primárias nunca antes reunidas, entre relatos, depoimentos e matérias de diversos jornais, os pesquisadores Pollyana Quintella e Mariano Marovatto contam pela primeira vez uma história de fôlego sobre um dos principais clubes de artistas da história da cidade de São Paulo.