Vinte e cinco poemas é o resultado de uma soma: dos “Treze poemas não comprometidos”, de Chico Alvim, com os “Doze poemas sobre amor e geografia”, de Mariano Marovatto.

Com maestria, Chico Alvim deixa a "escuta" aberta para outras vozes e compõe seus "Treze poemas não comprometidos" com a fala do outro,  seguindo este poema que abre o livro: "Assunto: Não toque / Deixa que eles / toquem."

Nos "Doze poemas de amor e geografia", Mariano Marovatto narra uma viagem pela Rússia, deslocando objetos e paisagens com seu olhar estrangeiro e transformando a viagem no "ranger imenso de uma história".